destaque destaque destaque
Contato

 

REUSAR PARA NÃO COMPRAR

 

A Mostra de Paisagismo e Decoração é uma das atrações da Expoflora Holambra 2019, sendo que este ano o tema é “Reusar para não comprar”.

São 19 ambientes nos quais os profissionais de arquitetura, decoração, engenharia e construção, entre outros, oferecem sugestões para o uso de flores e plantas ornamentais em ambientes internos e externos em residências, escritórios e empresas, além de apontar as tendências de uma decoração cada vez mais sustentável.

 

 

 

A preocupação com o meio ambiente e a reaproximação do homem com a natureza também demonstram ser uma forte preocupação desses profissionais para assegurar uma melhor qualidade de vida em momentos cada vez mais competitivos e estressantes.

 

“ A proposta de reaproveitamento não se refere apenas à economia de material. O reuso contribui também para o resgate da memória, para trazer as lembranças do passado que, hoje, aliadas às modernas soluções tecnológicas, contribuem para garantir melhor qualidade de vida. Precisamos avançar, sempre, sem perder a segurança que as nossas raízes proporcionam”, diz Karina Tacolla, coordenadora da Mostra.

 

 

 

O Revest In Cena participou da coletiva para a imprensa e percebeu que as sugestões sustentáveis e ideias de decoração reutilizando materiais, estão presentes em praticamente todos ambientes da mostra deste ano.

 

 

 

Sinestesia pura, assim podemos definir o ambiente Espaço Gourmet, projeto do paisagista Luciano Simões e dos empresários Lucas de Castro Frigo e Marcos Caberlin. Pedra, madeira e planta compõem o espaço para o churrasco. Sob o pergolado com cobertura de filetes de bambu, a mesa retangular com 08 cadeiras tem as mesmas linhas do armário cristaleira e da mesinha bistrô com cadeiras altas e banco – feitos de madeiras de demolição. Tudo é rústico, até as arandelas e os vasos de barro. Sobre o fundo marrom escuro, desenhos de pássaros, flores e folhas em cores vibrantes da artista plástica Chris Quaglio estampam a parede sobre o canteiro de ráfias. No paisagismo, há a simplicidade da grama com pequenos canteiros de alpínia, moreia, guaimbê, bromélia imperial e Phalaenopsis no chão. No suporte, também em madeira, preso à base do pergolado, nota-se a delicadeza da cravínia branca e rosa.

 

 

 

O engenheiro agrônomo e paisagista Mauro Contesini, projetou o Jardim Sunset, como o próprio nome sugere, o espaço é para quem admira o pôr do sol.  Duas telas unidas formam uma imagem inspirada na Grécia, caracterizando o ambiente como praiano. Os quadros destacam-se na parede cor “ Rio das Ostras”, uma ousadia do projeto, que a contrasta com o rosa das flores, dos balizadores e das cadeiras. Os ambientes se completam e criam uma única identidade. Tem o espaço mais confortável para explorar o convívio em família ou com os amigos, com dois sofás dispostos em “L”. Eles acomodam até 07 pessoas confortavelmente, concebendo uma sala ao ar livre protegida apenas por ombrelones. Dois apoios em alumínio e vidro se acoplam aos sofás para uso diverso.

 

 

 

As ideias são de fácil aplicabilidade, como no paisagismo, onde o fícus foi destacado pelas sunpantiens na cor rosa, assim como os canteiros que trazem balizadores com hastes mais longas na mesma cor. A iluminação com lâmpadas de LED favorece o baixo consumo de energia e permite a contemplação noturna. Pequenas plantas, como cactos e outras suculentas, além de folhagens, estão em vasos colocados de forma pontual para criar pequenas ilhas de vegetação, facilitando muito o cuidado e a rega. Árvores da espécie Pau Mulato foram escolhidas pelo belo efeito de seu tronco brilhante de cor marrom. O piso é drenante é um dos destaques e chama bastante atenção. Vasos de polietileno, apoiados em estruturas de base, se destacam em todo o ambiente pelas diferentes formas e volumes, criando movimento e servindo para demarcar cada transição de uso do espaço.

 

 

 

A espreguiçadeira, com design arrojado que lembra uma folha, e as almofadas macias com misturas padronizadas de estampas lisas e geométricas dispostas no chão foram pensadas para os mais jovens. Um terceiro espaço, demarcado com o uso de duas cadeiras na cor Pink, é propício para a conversa mais reservada.

 

 

 

Todo o mobiliário tem estrutura de alumínio que pode ser reciclado. As cadeiras são de polietileno, fibras e tecidos sintéticos. Na cor Pink, elas têm os pés e alumínio imitando madeira para deixar o ambiente mais vibrante e alegre. As mesas de apoio são de concreto. Prateleiras de madeira de demolição presas diretamente na parede otimizam o espaço e possibilitam a personalização com o uso de objetos e enfeites entre os vasinhos de cerâmica nas cores verde e rosa.

 

 

 

Um verdadeiro convite a emoções e sensações, assim podemos definir o ambiente Garagem Gourmet, projeto dos arquitetos e paisagistas Orpheu e Cléia Thomazini, uma bela homenagem ao ícone do paisagismo Roberto Burle Marx.

 

 

 

Este ambiente traz elementos decorativos ousados e coloridos, em tons de laranja, azul turquesa e verde, cores do movimento de “contracultura” dos anos 1970. Essas cores vivas estão em todo o mobiliário, formado por bancos, cadeiras, pufes e divãs.

 

 

 

Estacionados na garagem estão um antigo Opala vermelho-alaranjado, duas motos e duas bicicletas, todos daquela década. A jardineira suspensa é um para-choque reciclado. Na estante de caixas de madeira repousam o velho aparelho vermelho de televisão, discos de vinil e peças de carro. Na área gourmet, o balcão e as prateleiras são de concreto com granito verde. Os nichos em laranja combinam com a geladeira retro. Os quadros do ambiente são dos artistas plásticos Paula Rochel e Charles Chaim, ambos de São Paulo. O piso é de madeira de pinus tratada e, na garagem, há um mosaico feito de pedras portuguesas preto e branco, remetendo ao calçadão de Copacabana, marca registrada de Burle Marx.

 

 

 

Na parede entre a cozinha e a sala de refeições, samambaias, oxalis e jiboias pendem sobre um grande painel de gesso pintado de branco e azul, como os mosaicos consagrados pelo homenageado. Sob o pergolado, está a extensa mesa de madeira para as refeições ao ar livre. As luminárias são de vidros reciclados, voltadas para as gravuras de mosaico picassiette. Flores coloridas, representadas pelas diferentes variedades de crisântemo, e plantas diversas, entre elas arecas e bismarckias, dão leveza ao jardim ondulado.

 

 

 

Não deixe de ler as outras matérias disponíveis aqui no portal, acesse nossas mídias sociais  e também veja nossos vídeos no , se inscreva e deixe seu Like. O Revest In Cena agradece.

 

Fontes:

  • www.expoflora.com.br
  • www.ateliedanoticia.com.br


Fotos:

  Pag 1/126