destaque destaque destaque
Contato

 

53M² - UMA VERDADEIRA MÁGICA


Metragem pequena não foi desculpa para apostar em um apartamento monocromático ou com a base totalmente neutra. Sem medo de arriscar e ousar, a arquiteta Pati Cillo, do escritório Pati Cillo Arquitetura, comandou a transformação do imóvel de 53 m², que mudou completamente e conquistou mais estilo e cor. Adquirido na planta, o imóvel estava completamente cru quando a arquiteta assumiu a obra da ala social, cozinha, banheiros e área de serviço.

 

O casal de jovens publicitários sonhavam com um apartamento despojado, colorido e muito prático, combinando com o estilo deles. Devido a metragem enxuta dos ambientes, sem dúvida, o maior desafio para a arquiteta foi planejar os móveis e propor soluções de maneira que permitissem guardar tudo sem que ficasse apertado nem aparente. “Uma verdadeira mágica”, brinca a arquiteta.

 

 

           Na ala social integrada, tons de amarelo e roxo roubam a cena | Foto: Luis Gomes

 

Móveis soltos, de lojas que apostam em um design moderno e atemporal, marcam a área social do projeto. A escolha foi por usar peças bem brasileiras, como o sofá da loja Fernando Jaeger, o rack e o móvel de entrada garimpados na Oppa. “A cliente ama comprar pela internet, por isso o rack, as cubas dos banheiros, o pufe e vários acessórios do quarto da bebê foram comprados online”, revela. A saída ajuda a pesquisar melhor os preços e conseguir aproveitar bem as ofertas.

 

 

           Peças descoladas com design nacional marcam a decoração do apartamento | Foto: Luis Gomes

 

No quesito cores, a paleta variada foi uma escolha do casal, que sonhava com uma morada colorida e divertida. As portas pintadas de amarelo-ouro (Suvinil) serviram de ponto de partida para o mood alegre. “Imaginamos que as portas com cores fortes poderiam ser convidativas e marcar bastante a entrada da casa com alegria. Foi a partir daí que buscamos as outras tonalidades para complementar a composição”, fala Pati.

A porta que leva a cozinha tem uma escotilha – sonho do morador que saiu do papel. 

Os tijolinhos da parede receberam uma nata de cimento e depois foram lixados para chegar a esse tom claro.

 

 

 

            Parede em tijolinho trazendo uma ambientação rústica | Foto: Luis Gomes

 

A sala de jantar revela o canto alemão feito em marcenaria sob medida, além do baú sob o assento. “A vantagem desse tipo de móvel é que ele aproveita toda a área disponível no ambiente e ainda pode ser utilizado como armário. Há espaço para colocar desde batedeira até o aspirador de pó”, exemplifica a arquiteta Pati Cillo. A sala de jantar tem parede revestida de um revestimento que imita cimento queimado, canto alemão e a cadeiras com tecido roxo, aquecendo a composição

 

 

          Detalhes do Canto Alemão | Fotos: Luis Gomes

 

A cozinha apresenta um frontão como destaque e para criar o conjunto a arquiteta Pati Cillo usou cerâmicas garimpadas em cemitério dos azulejos, brincando com desenhos, cores e estampas. “Para não chamar a atenção e deixar que a cerâmica fosse o elemento forte nesse ambiente, optamos por utilizar móveis pretos”, explica a profissional.

 

  

          O colorido dos azulejos é o cartão de visitas lúdico da cozinha | Foto: Luis Gomes

 

Elementos irreverentes dão o tom do quarto do casal, a exemplo do papel de parede que remete as linhas de metro, trazendo um visual urbano ao ambiente. “A cabeceira cinza em algodão traz neutralidade ao projeto e permitiu ousar e abusar das cores e estampas. Sem seguir padrões convencionais”, explica Pati Cillo.

 

 

           Uma profusão de estampas compõem a decoração do quarto de casal | Foto: Luis Gomes

 

Para o quarto da pequena Alice, o rosa-antigo foi o grande protagonista, presente na parede lisa e no papel de parede. O cinza entrou em cena na porta de entrada e no tapete, servindo como base neutra da composição.

 

 

           Em alta na decoração, o rosa-antigo predomina no quarto de bebê | Fotos: Luis Gomes

 

Os banheiros revelam uma base neutra combinada com a parede do box revestida por pastilhas de vidro coloridas. As cubas de apoio repetem o tom da parede de destaque.

 

 

           As pastilhas em pequenos formatos estão voltando com toda a força | Fotos: Luis Gomes


5 dicas da arquiteta Pati Cillo para quem desejar usara cores vibrantes:

 

1 - Escolha tons da sua preferência, que tragam boas memórias e lembranças;

 

2 - Combine as cores antes para que elas conversem entre si, resultando em um ambiente agradável;

 

3 - Equilíbrio é tudo: para contrapor com cores quentes, use tons sóbrios e frios;

 

4 - Todos os cômodos podem receber cor, mas atente-se a função de cada um. No home office, que pede concentração, vale adotar nuances mais tranquilas. Em um local dedicação ao relaxamento, a exemplo do quarto, é importante dar preferência às tonalidades mais claras ou  neutras.

 

5 - O segredo para não deixar a decoração pesada é equilibrar as nuances. Se você pintar um elemento forte, como a porta, convém apostar numa base mais clara ou sóbria para as superfícies principais do ambiente.

 

Não deixe de ler as outras matérias disponíveis aqui no portal, acesse nossas mídias sociais  e também veja nossos vídeos no , se inscreva e deixe seu Like.

O Revest In Cena agradece.

 

Projeto:

Pati Cillo Arquitetura

www.paticillo.com.br

@paticillo_arquitetura

 

 Fonte:

 dc33 Comunicação  

Glaucia Ferreira – coordenacao@dc33.com.br

Danilo Costa – danilo@dc33.com.br

@dc33comunicacao

  Pag 1/144