destaque destaque destaque
Contato

 

Se a Casa Cor por si só, inspira versatilidade, os diferentes tipos de ambientações tendem a agradar ainda mais a todos os gostos.

Se você procura um estilo, um mobiliário e revestimentos para decorar a sua casa, o Revest in Cena foi até lá e compartilha com você, alguns destes maravilhosos ambientes.

 

Atenção às múltiplas inspirações no Lounge da Sala de Banho, projeto assinado pela designer de interiores Paula Leme e pela arquiteta Luciana Bicheri, profissionais atentas à estética e qualidade, com o propósito em oferecer soluções eficazes na organização dos espaços.

Puro glamour, o espaço de 60 m², abusa de cores e materiais que remetem à natureza, contando com peças de design italiano, uma coleção de fotografias emolduradas da Série Híbrido VIII (de Luiz Fernando Dantas, que juntas formam uma frondosa árvore) e muita madeira nas estruturas, nos revestimentos e na movelaria. Ambiente com um conceito ao relaxamento e a contemplação com arte e design.

 

          Lounge da Sala de Banho - Paula Leme e Luciana Bicheri

 

Na área molhada, a composição entre o Dekton Nero da bancada e o revestimento artesanal Burle, inspirado nas obras de Burle Marx, da coleção Brasiliana (Oca Brasil), tem um apelo moderno e consistente para a exaltação das cubas Grey Stone (Deca), tão fiéis à pedra.

 

          Detalhe do revestimento Burle da Oca Brasil

 

Atento aos detalhes marcantes do espaço como: o piso de madeira certificada Tauari, os seixos naturais na área do box e a cor verde presente nas paredes das cabines do banheiro.

 

          Lounge da Sala de Banho - Paula Leme e Luciana Bicheri

 

O ponto central da sala de banho, o destaque é o painel dourado da Gardenia Orchidea e uma sensacional banheira, lançamento da marca italiana Novellini.

 

          Detalhe do Revestimento Linha Concept  Stone Triangoli  Oro - Gardenia Orchidea

 

Nas paredes, se destaca o efeito Ombré da Tintas Coral, que é uma mescla em tons de cinza, transpondo-se do escuro para o claro.

 

          Detalhe do efeito Ombré - Tintas Coral

 

Apresentando uma verdadeira simbiose entre o rústico e o moderno, a Casa da Mata, projeto assinado por Olegário de Sá e Gilberto Cioni, foi pensado no desejo de conectar as pessoas à natureza, seja na cidade, no campo ou na praia.

 

          Casa da Mata por Olegário de Sá e Gilberto Cioni - Foto Thiago Travesso

 

Aconchegante, o ambiente de 200 m², possui materiais naturais brutos empregados de diferentes maneiras. É o caso da madeira, da pedra e os materiais tecnológicos, como vidros e espelhos. “No coração da casa, uma das soluções arquitetônicas que surpreende é uma grande caixa de espelho com 2 m de altura [Guardian], instalada pela Silvestre Vidros , 40 cm abaixo do forro, delimitando a área íntima da ala social”, fala Olegário.

 

          Casa da Mata por Olegário de Sá e Gilberto Cioni - Foto Thiago Travesso

 

No lado externo, na entrada da Casa há um deck de garrafas pet recicladas, bancos de madeira de demolição, cadeiras de corda e muro gabião de arenito com tela metálica. “O empilhamento das pedras do muro não leva argamassa e é retornável”, explica Olegário.

 

          Muro Gabião - Foto Thiago Travesso

 

Cada detalhe da decoração, foi criteriosamente pensado pelos profissionais, contando com móveis de design assinado, obras de arte, jardins internos, horta e terrários. Destaque para a irreverente poltrona Wiggle, feita inteira de papelão e assinada por Frank Gehry.

 

          Poltrona Wiggle de Frank Gehry

 

Nenhum revestimento ou peça aparece por acaso, a começar pelos blocos de arenito e pela madeira escolhidos para as paredes. “Esses materiais ressaltam bem a proposta natural”, diz Gilberto. Aliás, a madeira que recobre quase todo o piso da casa, também sobe ao teto do living, formando uma caixa de puro aconchego. Imensas janelas de vidro colaboram para que a luz natural inunde, aqueça e vitalize os espaços.

 

          Detalhe dos blocos de arenito      

 

          Detalhe da madeira revestindo o teto

                  

A parede que se estende até a sala de jantar, parece uma obra de arte, graças às placas de freijó lavado que foram assentadas em desenhos desencontrados.

 

          Detalhe das placas de Freijó Lavado revestindo a parede

 

Na sala de jantar o trio de lareiras simétricas (Construflama), revestidas de Caesarstone e esculpidas na parede de arenito, foram especialmente posicionadas em frente a suntuosa mesa.

 

          Trio de Lareiras revestidas de Caesarstone

 

No quarto, as sensações de aconchego e bem estar continuam. A mistura é da madeira presente no piso e no teto, com o tecido fendi da Quaker Decor no painel, que reveste algumas paredes e faz as vezes de cabeceira e o arenito que vira cenário da banheira de pedra sabão, da Pagliotto Pedras. Pesando duas toneladas, ela tem lugar especial ao lado de um jardim e sob o rasgo no teto que proporciona a entrada da luz natural. “É um cantinho para relaxar e devagar”, resume Gilberto.

 

          Quarto da Casa da Mata  de  Olegário de Sá/ Gilberto Cioni e Banheira de pedra sabão

 

No Banheiro  segue a mesma linguagem moderna e atemporal dos demais ambientes. Nobre, a bancada de arenito é acompanhada pela suavidade do armário rosa-antigo e da cuba de louça branca (Deca). Quem olha para o teto logo se encanta pela estampa floral do papel de parede, aplicado no forro e parece se fundir com o paisagismo de Ricardo Pessuto dentro da área do chuveiro. Um nicho decorado se estende por todo banheiro. É evidente, portanto, que de qualquer canto da Casa da Mata a proposta acontece: contato com a natureza, aconchego e beleza.

     

  

         Detalhe das pastilhas Hexagonais Antracita da Colormix Revestimentos e

         Papel de Parede Coleções Botanical Ref. 27 - Folhagem Cor Green White da Orlean 

 

 Marcando a estreia do SP Estúdio na Casa Cor São Paulo, o Quarto do Bebê, projeto das arquitetas Fabiana Silveira e Patrícia de Palma, tem um encanto e delicadeza marcante. “Nada convencional, o ambiente de 25 m² tem tudo que a criança precisa para desfrutar as diferentes fases da infância”, resume Fabiana.

 

          Quarto do Bebê - SP Estúdio - Foto Rafael Renzo

 

Além de móveis e objetos capazes de estimular as atividades pertinentes a diversas faixas etárias, o espaço revela em cada um dos itens escolhidos pelas arquitetas um único conceito: o design afetivo. Olhos fixos para o móvel-cabana, feito de painéis de madeira sustentável e confeccionado sob medida para o espaço, lembrando às casinhas dos desenhos infantis.

 

          Móvel-cabana - Foto Rafael Renzo

 

Atenções voltadas para os encantadores detalhes do ambiente como, o primoroso berço suspenso de macramê (técnica de tecer os fios formando cruzamentos geométricos e franjas), o grafismo assinado pela artista plástica Adriana Martô, representando sete plantas de proteção (alecrim, arruda, comigo-ninguém-pode, espada-de-são-jorge, guiné, manjericão e pimenta) e obras assinadas pela designer Nara Ota, como uma charmosa arandela no canto de uma das camas e as delicadas e hipnotizantes Meninas Prego, da coleção Fábula.

 

          Quarto do Bebê - SP Estúdio

 

Destaque para a parede revestida com tijolinhos de cor branca e para o piso, onde as profissionais elegeram ladrilhos hidráulicos hexagonais, combinando com piso vinílico.

 

          Tijolinhos de cor branca Aspen da Brick Studio Revestimentos

 

          Ladrilhos hidráulicos hexagonais da Brasil Imperial

 

Celebrando 30 anos de arquitetura, a arquiteta paraibana Sandra Moura, participa pela primeira vez da Casa Cor São Paulo, onde assina o ambiente Estúdio do Artista, criado em homenagem ao artista plástico paraibano José Rufino, conhecido por suas obras com temas sociais, memorialísticos e políticos, que unem o regionalismo à contemporaneidade, num espaço atemporal.

 

          Estúdio do Artista - Sandra Moura  - Foto Marco Antônio

 

“O estúdio é uma residência artística, uma casa fora de casa, um módulo avançado para viver e soltar o pensamento criativo”, afirma a arquiteta, que em 100 m² desenvolveu um espaço marcante e charmoso, tendo como características a vida e obra de Rufino, repleto de móveis, rochas, plantas raras (uma das maiores paixões do homenageado), objetos de design especial e um enorme painel fotográfico, de 7m x 2,50m, que rompe os limites do estúdio, transportando o olhar diretamente para o que se vê do ateliê paraibano do artista, uma reserva de Mata Atlântica.

 

          Estúdio do Artista - Sandra Moura - Foto Marco Antônio

 

Para compor o ambiente, Sandra desenvolveu com a Cerâmica Elizabeth, um porcelanato que convive em harmonia com os veios e fósseis do quartzito polido, propondo um contato entre o simples e o sofisticado, uma alusão aos ornamentos barrocos do Nordeste, onde ouro e cal são misturados na arquitetura. 

 

          Porcelanato Spazzolato Vecchio HD Tamanho 16,50 X 101,00 cm

 

Muito bem planejado, o ambiente projeta estruturas híbridas de vigas e colunas, em vezes transformando-se em armário e tem como revestimento o Quartzito Gabbana Grey, fazendo toda a integração com o espaço.  

 

          Quartzito Gabbana Grey da Oficina do Granito

 

A Sala Íntima, assinada pela arquiteta Paula Neder nos acolhe, hipnotiza, deslumbra e acarinha, de um modo terno e marcante. A inspiração do ambiente de 39 m² foi um jovem casal, descontraído e ao mesmo tempo sofisticado, com muita personalidade.

 

          Sala Íntima - Paula Neder - Foto MCA Estúdio

 

Encantando ainda mais o espaço, estão os móveis do Arnaldo Danemberg Antiquário, as luminárias em cobre em tom laranja e a majestosa estante com portas, nichos e luminárias acopladas. 

 

          Sala Íntima - Paula Neder - Foto MCA Estúdio

 

Destaque para a parede em Parquet, que acompanha a paginação do piso feito com material sustentável e o apaixonante painel de azulejos do Coletivo Muda, que da um toque intimista ao ambiente.

 

          Parquet Trapézio da Parquet Nobre

 

          Painel de azulejos do Coletivo Muda

 

Participando pela segunda vez da Casa Cor São Paulo, as arquitetas Fernanda Morais, Nathalia Mouco e Fernanda Tegacini (Très Arquitetura), criaram o Ateliê, espaço de 40 m² que faz às vezes de home office e aposta em materiais naturais, como a madeira e o tijolo, para imprimir uma atmosfera de aconchego.

“Pensamos numa artista plástica que adora estar na companhia das suas coleções de livros e cerâmicas, além de receber com conforto os amigos”, diz Nathalia Mouco, exemplificando com a delicadeza de pratos e outras peças de cerâmica. “A nossa ideia foi projetar um lugar que pudesse verdadeiramente ‘abraçar’ cada um que passasse por lá”, completa a arquiteta Fernanda Morais.

 

          Ateliê - Très Arquitetura - Foto Salvador Cordaro

 

Desenhada pelo escritório, a imponente estante de madeira (GA Móveis) preenche as paredes principais e impressiona pelo seu tamanho: 4,40 m de altura e 7,50 m de extensão. “Ela segue do piso ao teto, aproveita bem o pé-direito alto, oferecendo espaço para organizar tudo o que é necessário”, fala Fernanda Morais. O móvel remete a uma página de livro aberta, com nichos simétricos ora fechada por muxarabis iluminados por led, ora abertos para acomodarem livros e caixas revestidas de tecido, dispostos na vertical para dar movimento ao conjunto.

 

          Detalhes da estante de madeira

 

O lavabo apresenta-se com mesma linguagem moderna do restante do ambiente. Olhos fixos para a bancada esculpida, que vai até o chão e a cuba marrom fosca (lançamento Deca), que contrasta com o Dekton bege da Cosentino, além dos metais na cor champanhe e dos espelhos alinhados de uma maneira bem divertida.

 

          Lavabo -  Foto Salvador Cordaro

 

Destaque para as nuances naturais dos tecidos da Entreposto presentes (nos móveis e parede), para os tijolos da Lepri Finas Cerâmicas assentados no piso e nas paredes.

 

          Detalhe do tecido da Entreposto

 

          Brick Contemporâneo - Tamanho 7 X 23 cm - cor Sicilia

 

          Brick Contemporâneo - Tamanho 7 X 23 cm - cor Porto Fino

 

O Espaço conta ainda com uma bancada de Dekton da Cosentino, embutida em uma pequena copa projetada para que a artista possa lavar as mãos ou os pinceis, além de fazer refeições rápidas.

 

          Bancada de Dekton Danae da Cosentino

 

A Cabana Branca, assinada pelos arquitetos Gustavo Paschoalim e Paulo Azevedo, do Studio GPPA, tem inspiração no estilo cool de um jovem casal europeu, de família tradicional, que possui casa de veraneio em refúgio tropical.

O espaço de 30 m², de pé direito alto, revela-se um ambiente multifuncional, que poder ser utilizado como hall, floyer, mini-living informal e antessala. “Nosso projeto é atemporal e o refinamento e a sofisticação ficam por conta das peças de antiquários, tapetes, cortinas, tecidos e objetos, que flertam com a decoração de forma sutil, se aproximando do clássico e ao mesmo tempo sendo jovem,” afirma Paulo.

 

          Cabana Branca - Studio GPPA - Foto Fran Parente

 

Atenções redobradas para o paisagismo de Bia Abreu, com destaque para duas palmeiras que abraçam o espaço, para as paredes claras, revestidas em marcenaria pintada em tom Off White e para o fundo das estantes, revestido em papel de parede, remetendo a palha pintada de branco.

 

          Papel de parede Holandês Riviéra Maison da Orlean

 

Destaque para o piso em madeira de demolição, que completam este recanto tropical de referência Indochina.

 

          Detalhe do Piso em taco de madeira de demolição - Portal dos Assoalhos

 

Em sua quinta participação na Casa Cor São Paulo, a designer de interiores Patrícia Pasquini, assina a Cozinha Urbana, um ambiente de 53 m², prático, confortável, elegante e amplo para cozinhar, conversar e receber confortavelmente os familiares e amigos. Combinando tons contrastantes, eletrodomésticos vintage, materiais nobres e acabamentos em dourado e bronze, Patrícia conta: “Minha proposta é minimalista e conceitual, fugindo da opção tradicional de preencher uma área grande como essa apenas com armários”.

 

          Cozinha Urbana - Patrícia Pasquini - Foto Rafael Renzo

 

Na decoração os olhos se fixam na mesa de jantar rústica de 4 m (Mollo Furniture) feita de roxinho, madeira nobre e resistente vinda dos estados de Maranhão e Pará, que tem destacada sua nuance natural com exuberância à frente do mobiliário inédito da Florense em tons bem urbanos, como cinza, bege, branco e preto.

 

          Detalhe da mesa de jantar rústica - Foto Salvador Cordaro

 

Uma preocupação da profissional foi escolher materiais de durabilidade máxima e fácil manutenção, optando pelo SmartStone na cor White Jade da Colormix Revestimentos, feito em um avançado processo de sinterização de partículas de diversos materiais naturais, como quartzo, argila e sílica, entre outros. “Altamente tecnológico, ele compõe todas as bancadas e os generosos frontões de 1,60 m de altura”, explica a designer.

 

          Cozinha Urbana - Patrícia Pasquini

 

No piso, o destaque é o ladrilho Buxton, inspirado na arquitetura do século 20 de ares rústicos e influência provençal, que faz as vezes de tapete e se repete na parede mais alta do ambiente, formando uma composição cheia de bossa, com o espelho bronze (Silvestre Vidros) desenhado pela designer em formas geométricas.

 

          Detalhe do ladrilho Buxton da Colormix Revestimentos

 

O Estúdio do Colecionador de Arte, projeto assinado por Marília Veiga, teve inspiração no curador e galerista Eduardo Fernandes. Em 100 m², a profissional criou um espaço sofisticado, chique, charmoso,  atemporal, rico em referências contemporâneas, dividido entre living, galeria e curadoria. Perfeito para receber os convidados como se estivesse na casa de um colecionador de arte.

 

          Estúdio do Colecionador de Arte - Marília Veiga - Foto Renato Navarro

 

Na entrada, vemos um espaço expositivo com obras da artista plástica Luciana Crepaldi denominada "As Graças", apresentada também no Museu de Arte Contemporânea de Barcelona.

 

          "As Graças" de Luciana Crepaldi

 

Nesse ambiente elegante de tons de azul e cinza, ideal para receber amigos e apreciadores de uma boa arte contemporânea, destaque para o piso vinílico Durafloor padrão Atlanta, da linha Art e o painel Itapuã, da linha Essencial Wood da Duratex Pisos e Painéis.

 

        Detalhe do piso vinílico Durafloor

 

          Detalhe do painel Itapuã da Duratex Pisos e Painéis

 

Acompanhe sempre as outras matérias disponíveis aqui no site.

 

Curta nossa página no facebook www.facebook.com/revestincena

Siga o instagram @revestincena

  Pag 1/60